Quando as dores do passado quiserem te visitar Quando o teu antigo pranto insistir em chorar Quando o sono resistir em se apresentar Res...

Força interior


Quando as dores do passado quiserem te visitar
Quando o teu antigo pranto insistir em chorar
Quando o sono resistir em se apresentar
mulher dormindo cansada forte
Respire com lentidão
Ajeite o travesseiro
Pegue cá o lençol
Viva tudo de novo sem rejeitar.

Porém, imprima um novo olhar
Ponha uma certeza no coração
A rocha não nasceu com grande dimensão
E grande também é seu poder de reação

Sofrimentos podem até desinstalar
Mas trazem suporte para sedimentar
Não há promessa de facilidade nesta vida
Mas se quiseres, encontras a saída
Basta a força interior buscar
Ela está lá,
À espera do teu precisar!


Eneida Dias de Miranda é bacharel em direito e poetisa
COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE

leia também