Eu não sei se creio em vidas passadas, mas existe um sangue espanhol que corre em minhas veias e que incendeia minha alma... Eu sei! Nest...

A Espanha está na minha história

literatura paraibana espanha viagem turismo afinidades
Eu não sei se creio em vidas passadas, mas existe um sangue espanhol que corre em minhas veias e que incendeia minha alma... Eu sei!

Neste sábado em que a chuva molhava lá fora; mais um dia da interminável pandemia e isolamento social, me pego relendo "Os Espanhóis", de Josep M. Buades.

O livro não é nenhuma obra-prima. É um interessante guia, com belas ilustrações, da história, cultura, mitos e esplendor do povo que, há séculos, ocupa a Península Ibérica.

Um dia, já há muito tempo, os hispânicos se aventuram a ser os donos do mundo, cortando os mares e oceanos e desembarcando no Litoral da nossa antiga Parahyba...

Sim, não podemos esquecer que homenageamos o rei Felipe e fomos conhecidos, inclusive, como Philipeia de Nossa Senhora das Neves! Através das letrinhas das mais de 380 páginas, viajo...

Sinto as saudades do que fui guardando nas memórias, ao longo de toda a minha existência...

Relembro os filmes de Saura e Almodóvar; a dança e a música flamenca e gitana; a literatura de Cervantes, as artes plásticas de Velázquez, Miró e Gaudí…

Me deixo levar pela leitura, mas questiono o que existe de real e ficção em Dom Quixote, El Cid, Carmem…

Me vejo, sempre e sempre, apavorada com os tempos tristes do franquismo e dos assassinatos dos poetas, como Lorca, e do homem do povo, durante os horrores da Guerra Civil Espanhola…

Com sofreguidão, devoro cada informação que não conhecia sobre a Espanha e os espanhóis. Paro um pouco e me pergunto: Será que eles são realmente "bravos", como nos revela o autor???

Tomo, então, uma decisão irrevogável: Passada esta época pandêmica da Covid-19, vou resgatar o sonho que esteve prestes a acontecer em abril do ano passado.

Visitarei "el pais"!

Quero conhecer as ruas históricas, andar por suas ruelas e apreender tudo o que puder, de seus magníficos detalhes. Madrid, Barcelona e região da Andaluzia, me aguardem!

Ah, e somente por escrever esta narrativa, já me sinto viva e pulsante. A sensação, mesmo estando de longe, é de que estou a reencontrar comigo mesma; com o mais profundo do meu gens!

Espanha está na MINHA História! Eu não sei o porquê, mas, que eu creio, creio...

GOSTOU? DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
SUA PARTICIPAÇÃO É IMPORTANTE. COMENTE!
  1. Saudades de Thamara que me levou aos becos de Barcelona meu amor e todas as histórias da disputas na realeza. A netiflix esta me endoidando o cabeção nesses tempos de PESTE presa dendicada . Também sinto saudades de Marbella, Ibiza, aquele pais invasor é lindo

    ResponderExcluir

leia também