Mostrando postagens com marcador Alcione Albertim. Mostrar todas as postagens

A primeira manifestação literária de que temos notícia no mundo ocidental diz respeito à epopeia homérica, Ilíada , poema de tradição oral...

A primeira manifestação literária de que temos notícia no mundo ocidental diz respeito à epopeia homérica, Ilíada, poema de tradição oral, do século VIII a. C., composto em versos hexâmetros e estabelecido como texto escrito no século VI a. C., por Pisístrato, tirano de Atenas. A despeito de não ser pensado ainda como literatura, haja vista que a primeira referência a essa categoria é feita por Aristóteles, na Poética (ἀνώνυμος, 1447b9), apenas no século IV a. C., sendo ele o precursor da futura teoria literária, a Ilíada tem a mimese como seu instrumento de composição, haja vista ser as ocorrências humanas, especificamente do período arcaico grego, o material para a criação do enredo, falando de um mundo guerreiro, em que o valor heroico é o pressuposto.

No livro “Mitos e imagens míticas”, do professor e tradutor José Antonio Alves Torrano são estudados diversos momentos e aspectos do pens...

livro mitologia paul veyne alves torrano
No livro “Mitos e imagens míticas”, do professor e tradutor José Antonio Alves Torrano são estudados diversos momentos e aspectos do pensamento mítico em suas transformações e permanência nos períodos arcaico e clássico da Literatura Grega. O que é e quais são essas imagens que constituem os elementos e recursos próprios desse pensamento mítico? Como essas imagens distinguem e demarcam o verdadeiro e o falso, o justo e o injusto?

As Tragédias Gregas põem em cena a imperfeição humana. O personagem atua seus conflitos e suas falhas, que levam ao πάθος , ao sofriment...

psicanalise clinica mitologia mitos tragedia grega
As Tragédias Gregas põem em cena a imperfeição humana. O personagem atua seus conflitos e suas falhas, que levam ao πάθος, ao sofrimento, dele próprio e daqueles a quem está vinculado.

Ájax, como personagem trágico da peça homônima sofocliana, traz em si as características do herói da tragédia. Ele não reflete antes de agir, está deslocado em relação ao seu contexto, sua trajetória está impregnada de ações desmedidas, se deixando tomar pela soberba e pela ira.
Suas ações, movidas pelo princípio do prazer, tendo na base as representações ideativas das pulsões do Id, frustram-se ao se deparar com a realidade que se impõe. E nesse movimento entre processos internos e acontecimentos externos, Ájax é o típico herói trágico, que se vê diante de aporias, sem saída para o seu conflito.

No universo dos mitos, a origem do mundo é feminina. A narrativa que conta a origem do universo, a Cosmogonia, apresenta as quatro Forças...

mitologia mitos deusas ensinamentos literatura classica antiguidade
No universo dos mitos, a origem do mundo é feminina. A narrativa que conta a origem do universo, a Cosmogonia, apresenta as quatro Forças Primordiais, Caos, a primeira delas, depois Gaia, a Terra de amplo seio, em seguida Tártaro nevoento e Eros, a força cujo surgimento passou a promover a vida. A primeira ação de Eros foi impulsionar à geração da vida Gaia, que, a partir de si mesma, deu à luz Urano, o Céu, primeiro rebento da primeira linhagem divina. Trata-se do elemento masculino com quem ela gerará, agora através do coito, seus outros filhos. Após a decepação dos seus órgãos genitais por Crono, seu filho mais novo, enquanto realizava o coito com Gaia, encontrando-se no ventre da mãe Terra sem poder sair à vida, pois o pai não permitia, Urano passará a fertilizá-la constantemente através da chuva. Logo, é a partir dela, de Gaia, da força feminina, que surge o elemento masculino, Urano.

A peça de Sófocles, 'Édipo Rei', mostra o herói homônimo, cujo destino foi matar o pai e dormir com a mãe, pelo menos, essa é a ...

literatura paraibana Alcione Albertim complexo edipo psicanalise freud sonhos
A peça de Sófocles, 'Édipo Rei', mostra o herói homônimo, cujo destino foi matar o pai e dormir com a mãe, pelo menos, essa é a história conhecida, inclusive pelo senso comum. Partindo, no entanto, para uma leitura analítica da tragédia, vamos nos deparar com uma complexidade digna do enigma da Esfinge, monstro cuja morte conferiu a Édipo o lugar de tirano, no sentido grego do termo, em Tebas, ao se casar com Jocasta, rainha e viúva do antigo rei, Laio.

A dor é um fenômeno da vida. Manifestando-se em diversos matizes, atinge maior complexidade quando diz respeito ao escopo humano, pois pod...

auto ajuda dor infelicidade superacao ave marinha alcione guarda rios
A dor é um fenômeno da vida. Manifestando-se em diversos matizes, atinge maior complexidade quando diz respeito ao escopo humano, pois pode expressar desde um simples incômodo até um grande padecimento.

A depender de como seja encarada, ela pode levar quem a sente à estagnação, a uma espécie de cultivo masoquista dos próprios pesares, ou se tornar mola propulsora a novos patamares, funcionando como dínamo transformador, suscitando crescimento, aprendizagem, ressignificação.

Deparo-me, comumente, com certas leituras dos mitos imbuídas de anacronismos e que desconsideram completamente a aura sagrada do universo ...

literatura paraibana mitologia feminismo leitura equivocada mitos alcione albertim
Deparo-me, comumente, com certas leituras dos mitos imbuídas de anacronismos e que desconsideram completamente a aura sagrada do universo mítico, como também a hierarquia existente entre as próprias divindades, assim como entre deuses e humanos.

Equívoco é atribuir apenas às figuras femininas o lugar de vítimas da ação dos deuses. É ignorar a história de Ganimedes, raptado por Zeus. Também de Jacinto, objeto do amor de Apolo, ou de Circe, de quem Odisseus não pode escapar.

Elencada como o terceiro dentre os sete pecados capitais, a Inveja, apesar de abominada sobretudo por sua vileza, faz parte dos processos ...

literatura paraibana mitologia eros psique miverva
Elencada como o terceiro dentre os sete pecados capitais, a Inveja, apesar de abominada sobretudo por sua vileza, faz parte dos processos humanos, de tal modo que já os antigos a incluíam em suas narrativas.

O mito de Psiquê e Eros, por exemplo, mostra as irmãs de Psiquê, cuja beleza sobrepujava a da própria Vênus, agindo contra ela, imbuídas de inveja. Fingindo cuidado e preocupação, insuflam-na a quebrar o juramento de nunca tentar ver a face do seu amado, Eros, uma vez que era vedado a um humano ver o semblante de um deus, e esse ato provoca a sua desgraça.

É recorrente na tradição greco-romana o tema da catábase, κατάβασις, que literalmente significa a ação de andar para baixo. Trata-se da des...

literatura paraibana psicanálise catarse saber escutar heroi na psicanalise
É recorrente na tradição greco-romana o tema da catábase, κατάβασις, que literalmente significa a ação de andar para baixo. Trata-se da descida de um herói ao mundo subterrâneo, denominado Hades, pelos gregos, e Infernos, pelos romanos, onde vivem as almas dos que já não existem, as denominadas sombras dos homens que um dia estiveram entre os vivos. Configura-se esta trajetória como um rito de passagem, uma vez que, ao retornar, realizando a anábase, ανάβασις, a ação de andar para cima, o herói volta transformado.

Narra o mito que Zeus, o deus maior, incumbiu as demais divindades de criar um ser - Pandora - atribuindo-lhe todos os dons (παν+δωρα), a ...

literatura paraibana mitologia inconsciente desejo pandora alcione albertim
Narra o mito que Zeus, o deus maior, incumbiu as demais divindades de criar um ser - Pandora - atribuindo-lhe todos os dons (παν+δωρα), a ser entregue a Epimeteu (επι+μήτις, o que percebe depois), que a recebe apesar das advertências de seu irmão Prometeu ( προ+μήτις, o que percebe antes). Impelida pela curiosidade, ela abre a caixa cujo interior continha todos os males, que, a partir de então, passariam a existir entre os homens, à exceção da esperança/expectativa (έλπις), única a restar na caixa. Tal ocorreu porque Prometeu roubara o fogo do Olimpo, morada dos deuses,

A função precípua do Mito era elaborativa! Thânatos e Eros são seres mitológicos do panteão helênico, cuja representatividade simbólica de...

ambiente de leitura carlos romero cronica conto poesia narrativa pauta cultural literatura paraibana alcione albertim mitos gregos mitologia thanatos e eros psicanalise neurose

A função precípua do Mito era elaborativa! Thânatos e Eros são seres mitológicos do panteão helênico, cuja representatividade simbólica denota aspectos da vida humana, conferindo-lhes sentidos.

"Existe um ser com dois pés sobre a terra, também com quatro pés, de si uma voz, quanto com três pés. Sozinho modifica a natureza tant...

ambiente de leitura carlos romero alcione albertim édipo enigma esfinge ingres complexo de edipo oedipus

"Existe um ser com dois pés sobre a terra, também com quatro pés, de si uma voz, quanto com três pés. Sozinho modifica a natureza tanto dos que rastejam sobre a terra, quanto dos que surgem acima no éter e abaixo no mar. Mas quando anda apoiando-se em vários pés, então, a sua força torna-se mais fraca para os seus membros.(Tradução nossa)"

Há quatro anos decidi começar o curso de Psicologia, levada pelo desejo de expandir meus conhecimentos e minha área de atuação profissional...


Há quatro anos decidi começar o curso de Psicologia, levada pelo desejo de expandir meus conhecimentos e minha área de atuação profissional. Queria estudar Psicologia Analítica, o que me levou à Psicanálise e, consequentemente, à Psicologia. Poderia ter seguido a minha formação psicanalítica sem necessariamente ter feito o curso de Psicologia, mas minha sede de conhecimento me impulsionou a querer ir além, e entender a Psicanálise dentro da Psicologia.

E essa decisão só me trouxe ganhos, pois venho aprendendo muito, não apenas em termos de conteúdo, mas sobretudo, em relação à vida.

Voltar a cursar uma graduação depois de já haver passado por todos os estágios que a formação acadêmica demanda, a saber, graduação, mestrado e doutorado, além de exercer a profissão de professora, ministrando aulas e orientando trabalhos há quase quinze anos na Universidade, sem dúvida alguma, possibilitou-me ter um outro olhar sobre mim mesma e sobre o lugar que ocupo e onde me realizo profissionalmente.

Sou apaixonada pelo Grego Antigo e pelo Latim, além da Literatura Clássica e pela Cultura desses tempos primevos, e poder falar disso, ensinar isso em minhas aulas é uma grande realização. E quão grande foi a minha alegria ao descobrir que o pai da Psicanálise também foi beber nessas fontes para desenvolver sua teoria!

Hoje, como consequência natural dessa trajetória, realizo-me ainda mais, tendo a oportunidade de juntar a fome com a vontade de comer. Dar aula sobre Psicanálise, tendo como arcabouço os estudos clássicos, para pessoas interessadas e amantes, assim como eu, desse universo, que ratifica a nossa condição de seres desejantes.