Mostrando postagens com marcador Ana Paula Cavalcanti. Mostrar todas as postagens

Me abraçou, me acordou com a força de 15 braços, me esmagando de forma imensurável, perfurando meu coração com a faca “do não tê-los fisi...

Me abraçou, me acordou com a força de 15 braços, me esmagando de forma imensurável, perfurando meu coração com a faca “do não tê-los fisicamente aqui”.

Já sentido fugir as forças para a caminhada de mais um dia, veio ao meu auxílio o amor. Ele me colocou em seus braços e, lentamente, me fez navegar pelo oceano das lembranças.

O choro não evaporou, mas as lágrimas, como vagalumes, foram iluminando o rosto de cada cena que vinha me abraçar.

Quando meus filhos estavam no início de suas vidas escolares e nas descobertas fora do mundo familiar, meu coração ficava acelerando ao...

familia crescimento filhos ana paula cavalcanti
Quando meus filhos estavam no início de suas vidas escolares e nas descobertas fora do mundo familiar, meu coração ficava acelerando ao imaginar tudo estranho e diferente que eles iriam conhecer.

Sei que para Roberto, meu primogênito, foi mais difícil. Por isso, chorava muito quando o ônibus escolar chegava. Para Matheus, nem tanto. Pegou na mão do irmão e mergulhou pelas portas do novo mundo. Vitor, meu caçulinha, nem deu cabimento para minha aflição,

– Filho, quando você sentir o cheiro do lobo, corra sem olhar para trás. Corra, o mais rápido que puder — disse o rei dos cervos para seu ...

autoajuda otimismo coragem
– Filho, quando você sentir o cheiro do lobo, corra sem olhar para trás. Corra, o mais rápido que puder — disse o rei dos cervos para seu filho.

– Pai, você possui esses enormes e poderosos chifres, é mais veloz e maior que os lobos, por que tem tanto medo deles?

Quando deparamos com nossos defeitos, erros e imperfeições. Quando sentimos a dor de perder: seja o emprego que tanto nos dedicamos ou a...

calma reconstrucao decepcao reparos quebras
Quando deparamos com nossos defeitos, erros e imperfeições.

Quando sentimos a dor de perder: seja o emprego que tanto nos dedicamos ou aquele sonhado carro, tão difícil de comprar; a casa que nascemos, e nos criamos.

Quando nos abraça: o sofrimento pela partida de alguém especial; a angústia por uma situação difícil, catastrófica.

Não basta só uma vida, para ser mãe. Às vezes, sinto que a mãe (“órfã de filho”), fica sem jeito em responder quanticamente sobre os fi...

Não basta só uma vida, para ser mãe.

Às vezes, sinto que a mãe (“órfã de filho”), fica sem jeito em responder quanticamente sobre os filhos... como se incluir quem já não está fisicamente, fosse errado.

Não se deixa de ser mãe, quando um filho vai para outro plano, apenas, nos tornamos mãe em dois mundos, eternizamos nossa maternidade.

Cuida! Cuida, para não entrar no labirinto do silenciar. Ele não te deixará sair. Por desejares muitas metades; penetrares em sonhos div...

Cuida! Cuida, para não entrar no labirinto do silenciar. Ele não te deixará sair.

Por desejares muitas metades; penetrares em sonhos diversos; víveres incontáveis mentiras, por mais simples que sejam; fugires das verdades mais sublimes; enfim, por ser a fantasia tua vestimenta diária, já não sabes quem és, qual teu eu se faz presente.

As cicatrizes relembram a realidade passada. É a presença viva, ou, porque não dizer, é a verdadeira imortalidade, dos momentos bons e ru...

perseveranca coragem vontade amor
As cicatrizes relembram a realidade passada. É a presença viva, ou, porque não dizer, é a verdadeira imortalidade, dos momentos bons e ruins que se foram.

Apaixonar-se costuma ser uma péssima ideia, mas, mesmo assim, nos permite mergulhar no encantador, e desafiante, oceano do amor.

Calar; apagar; esconder; desfazer; emergir; fingir, são vestimentas adquiridas, ou criadas, para ocultar, ou mesmo proteger a “essênci...

despedida acomodacao mesmice convivencia indiferenca
Calar; apagar; esconder; desfazer; emergir; fingir, são vestimentas adquiridas, ou criadas, para ocultar, ou mesmo proteger a “essência” de brilhar, na sua totalidade e transparência.

A insegurança do “não”, lançada por outros ou por si mesmo, impede que o “verdadeiro” seja mais forte que o “cômodo”.

É mais indolor e fácil calar, e até concordar, do que retrucar, explicar e desmentir.

Quando as nuvens choravam diariamente, sua copa era frondosa, brilhava; dançava; cantava com as carícias da brisa e o frescor das gotícula...

literatura paraibana verao seca mudanca caminhada solidariedade
Quando as nuvens choravam diariamente, sua copa era frondosa, brilhava; dançava; cantava com as carícias da brisa e o frescor das gotículas que vinham do alto.

Nos dias como os de hoje, em que o astro rei se faz mais brilhante, exalando todo seu calor, quase insuportável, ela se encontra solitária.

No deserto que estamos, vejo tantos com dificuldades inúmeras para continuar. São tantas sedes, nos impondo sofrimento e dor. A ...

No deserto que estamos, vejo tantos com dificuldades inúmeras para continuar. São tantas sedes, nos impondo sofrimento e dor. A paralisia do isolamento obrigatório, tem transformado o “tempo”, tantas vezes desejado, em verdadeiro prisioneiro da incapacidade. A intolerância, já faz morada em nós. A inércia, se transformou na melhor amiga. A mente e o corpo, sentem sede do ir e vir livremente.

Apesar da cidade estar sempre em efervescência, os moradores daquela rua são pessoas que já estão colhendo os frutos de suas lavouras do v...

literatura paraibana solidariedade humanismo caridade
Apesar da cidade estar sempre em efervescência, os moradores daquela rua são pessoas que já estão colhendo os frutos de suas lavouras do viver. Por isso, a calmaria e o sentimento de comunhão lá se enraizaram.

A moradora de rua, daquele bairro, é uma senhora que gasta seu tempo observando o movimento das casas.

Na casa azul, todos os dias, filhos e netos chegam para o café da tarde.

Às vezes não é fácil atravessar a escuridão da noite, mas é indispensável que tenhas força para isso, só assim poderás ver a luz de uma no...

literatura paraibana harmonia tempo passado viver presente sabedoria
Às vezes não é fácil atravessar a escuridão da noite, mas é indispensável que tenhas força para isso, só assim poderás ver a luz de uma nova oportunidade de fazer diferente, de vencer uma batalha, de iniciar uma nova descoberta, sentir o sorriso do sol ou as lágrimas das nuvens. Enfim, deixando para trás o dia que termina será possível escrever uma nova página no livro da tua vida.

Li que Thomas Edison teria dito: “O maior elogio que ouvi em toda a minha vida de inventor foi: ‘nunca vai funcionar’.” Encare, também, ...

Li que Thomas Edison teria dito: “O maior elogio que ouvi em toda a minha vida de inventor foi: ‘nunca vai funcionar’.”

Encare, também, como elogio quando ouvir: ‘não és capaz’; ‘não é para você’; ‘nunca alcançarás’; ‘não passa de sonho’; ‘não dará certo’; ‘coisa de novela’; enfim, quando acharem, ou você mesmo achar, que algo está além da tua capacidade.

Uma garotinha estava no parque com sua mãe, que lia um livro enquanto esperava a pequena se divertir. Certo momento, procurou nos balan...

literatura paraibana auto ajuda angustia tristeza
Uma garotinha estava no parque com sua mãe, que lia um livro enquanto esperava a pequena se divertir.

Certo momento, procurou nos balanços e não achou a filha. Preocupada, saiu olhando nos outros brinquedos, quando, finalmente, avistou-a sentada conversando com uma senhora.

Li uma citação de Andrew Carnegie: “Há muitas pessoas vivendo numa prisão imaginária, são os prisioneiros de suas próprias mentes, ali jog...

literatura paraibana cronica otimismo persistencia vontade auto ajuda
Li uma citação de Andrew Carnegie: “Há muitas pessoas vivendo numa prisão imaginária, são os prisioneiros de suas próprias mentes, ali jogados pelas limitações impostas a si mesmas, aceitando a pobreza e a derrota.”

As montanhas dos nossos obstáculos íntimos não são nada fáceis de serem vencidas. Cada um possui as suas com peculiaridades bem únicas, mas todas elas poderão ser vencidas, ultrapassadas, aproveitadas, vividas.

Li que Beethoven teria dito : “Recomende aos seus filhos moralidade; somente isso, e não o dinheiro. Isso poderá fazê-los felizes.” Des...

literatura paraibana cronica escolhas duvidas auto ajuda
Li que Beethoven teria dito : “Recomende aos seus filhos moralidade; somente isso, e não o dinheiro. Isso poderá fazê-los felizes.”

Descobrindo um mundo totalmente diferente do seu, brigando para ter identidade, decisões e ponto de vista próprio, um jovem guerreiro foi pedir orientação, ao mestre da vila.

Marcos precisou se mudar para uma cidade maior que a sua. Demorou mais do previsto. Depois de tantas tentativas, finalmente passou no ves...

literatura paraibana otimismo reforma intima exame consciencia pessimismo
Marcos precisou se mudar para uma cidade maior que a sua. Demorou mais do previsto. Depois de tantas tentativas, finalmente passou no vestibular para faculdade de veterinária.

Conforme seu pai descreveu, quando chegou na pensão Paraíso, encontrou o sábio Sr. Manoel sentado na sua cadeira de balanço, pitando seu cigarro de palha enquanto viajava pelos pensamentos.

Ele sai à noite, pelas ruas adormecidas ao encontro de passados abandonados, na tentativa de construir seu futuro. E no momento do desen...

literatura paraibana catador lixo morador de rua subsistencia pobreza
Ele sai à noite, pelas ruas adormecidas ao encontro de passados abandonados, na tentativa de construir seu futuro.

E no momento do desencontro entre dia e noite, acha, acolhe e recolhe, o quê para uns já não tem serventia.

Sapatos que não andavam mais, aliviarão seus calos.

Se você escolheu representar um povo deve SABER QUE: 1... um passo errado pode prejudicar, de forma definitiva, a vida de todos que con...

ambiente de leitura carlos romero cronica conto poesia narrativa pauta cultural literatura paraibana ana paula cavalcanti ramalho pessoa publica perfil gestorm eleicoes 2020
Se você escolheu representar um povo deve SABER QUE:

1... um passo errado pode prejudicar, de forma definitiva, a vida de todos que confiarem em sua honradez.

2... precisa ser humilde, usar a comunicação como poder e não o contrário.

Precisas ter coragem de confiar na tua sabedoria interna, e prestar mais atenção no que ela te diz. Tens um “deus interior” que tenta, sem ...

ambiente de leitura carlos romero cronica poesia literatura paraibana ana paula cavalcanti ramalho otimismto esperanca superacao caminhos da vida

Precisas ter coragem de confiar na tua sabedoria interna, e prestar mais atenção no que ela te diz. Tens um “deus interior” que tenta, sem descanso, se comunicar contigo.

Teu dia a dia é turbulento?