Na tarde de um dia com chuva que nos faz recolher ao aconchego da rede preguiçosa, passeando pelos círculos sociais, percebo um texto me ch...

A arte e os seus espinhos

arte e espinhos jose nunes ambiente de leitura carlos romero

Na tarde de um dia com chuva que nos faz recolher ao aconchego da rede preguiçosa, passeando pelos círculos sociais, percebo um texto me chamou a atenção. Não conheço a pessoa que o escreveu, mas muito gostaria de parabenizá-la pelas colocações acerca da arte, porque trouxeram salutares reflexões, como um manto a agasalhar as inquietações de minha alma.

Ela fala com poesia e discorreu de uma forma alinhada para expor assunto tão envolvente, como é a arte na construção de nossas estruturas espirituais.

gabriela grisi arte e espinhos jose nunes ambiente de leitura carlos romero
Jornalista e cantora, Grabriella Grisi escreveu que a “arte sempre foi um elemento de transformação na sociedade, e também uma forma de expressão humana. O artista sempre foi aquilo que as pessoas quiseram ser/dizer/vivenciar, por isso ele é tão venerado e ao mesmo tempo linchado”.

Quando li estas palavras, meu olhar foi até a minha cidade onde, quando percorria veredas e canaviais, vinha à mente artistas anônimos que habitavam o lugar, bem familiares. Cantadores de viola, repentistas e sanfoneiros que davam sentido artístico ao nosso viver acanhado e isolado nas brenhas, numa época quando o folheto de feira era nosso principal meio de comunicação e o rádio, mais tarde, quando tio Pedro Mendes trouxe um aparelho até nós, este moderno instrumento de informar nos levou a conhecer outros mundos.

Mais uma vez é a jornalista Grabriella quem me reabastece com suas reflexões: “Ser artista não é para qualquer pessoa”, porque é uma atividade cheia de percalços. Mesmo em face da desvalorização da arte e do ser artista, como se tem visto nos últimos tempos em nosso País, ela colocou uma frase que atiçou minha reflexão, porquanto é poesia. “Nós somos as pessoas mais sensíveis que alguém pode conviver”, e acrescentou que “nossa alma é feita de pluma, e de nuvem. E os nossos sonhos são do tamanho do universo. Somos sonhadores, sensíveis e românticos”.

arte e espinhos jose nunes ambiente de leitura carlos romero
A arte tem os seus espinhos, assim como também tem suas pétalas extremamente delicadas, com aromas e cores diversas. A poetisa dizia que seu coração sempre pulsará pela arte e pelo fazer artístico. Os espinhos haveriam sempre de retirá-los, mesmo que eles machuquem, causem sangria, mas levam o artista a "sorrir com lágrimas no rosto”.

Esse texto de Gabriella Grisi me tocou profundamente, porque fala do poeta, ser profundamente sensível e incompreendido, na maioria das vezes.

Acrescentaria pouca coisa ao texto da autora, a não ser referendar que a arte salva vidas, transforma a alma ressequida em lago verdejante, onde a brisa fresca é uma constante.


José Nunes é poeta, escritor e membro do IHGP
COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE

leia também