Aprender de vibração Aprender de vibração é uma ação permanente sentir o hálito imanente da primeira criação atinge esta co...

A alegria veemente

ambiente de leitura carlos romero cronica conto poesia narrativa pauta cultural literatura paraibana geraldo berbardo abrantes poemas de bom dia magia

Aprender de vibração
Aprender de vibração é uma ação permanente sentir o hálito imanente da primeira criação atinge esta condição que sabe vibroturgia quem com este estudo alia outros divinos saberes, encantamentos, dizeres, sabe fazer profecia. Alguns dos humanos agem pra decifrar os mistérios, e cumprem certos critérios com desvelo e com coragem, disto não tiram vantagem, mas, sofrem perseguição, seja a crucificação ou fogueira medieva. A rasa mente não leva a alma em consideração. Pois, é na alma que reside o sagrado aprendizado pelo humano renegado e por mais que ele duvide no cotidiano incide um show de superstição, é: sorte, azar, maldição ou qualquer ação maleva. A rasa mente não leva a alma em consideração. A alegria veemente
A alegria veemente daquela que faz chorar, faz as pernas bambear, êxtase surpreendente. Ser feliz você se sente na mente fica gravada a imagem dessa hora amada para toda eternidade como a tal felicidade por toda vida lembrada. Mas, se o golpe é profundo e uma dor dilacerante em lágrimas banha o instante de sofrimento profundo pra você o fim do mundo também fica registrada na mente do camarada no setor de dor e trauma e na terapia da alma deverá ser trabalhada. De novo nos encontramos na bifurcação da escolha porém não existe uma bolha dentro da qual abrigamos aquilo que não gostamos. Doses de sabedoria autoestima e harmonia é remédio que se aposta pra dar a melhor resposta a dilemas de bom dia. Poema de bom dia
Há quem saiba se envultar que é mudar sua forma mas, para isto existe norma que deve se respeitar. Nunca deve revelar, a não ser a iniciado para ser continuado, como faz o sortilégio. Quem tem este privilégio também tem corpo fechado. Para salvar do perigo, o jagunço não lhe ver, na hora de se defender do exército do inimigo, invoque espírito antigo com palavras de magia, daí o encanto inicia e quem pra você olhar outra coisa vai enxergar: planta, pedra ou ventania. Este encanto poderoso de causar envultamento deu-me como ensinamento um mago tuberculoso, surgido misterioso num dia quando chovia. Só me envulto em poesia, assim, logo que amanhece saúdo o planeta em prece num poema de bom dia.


Geraldo Bernardo Abrantes é ator, poeta, contista, dramaturgo

COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE
  1. Parabéns👏🏻👏🏻👏🏻 Geraldo Bernardo Abrantes...belos poemas.
    Paulo Roberto Rocha

    ResponderExcluir

leia também