Mostrando postagens com marcador Flávio Ramalho de Brito. Mostrar todas as postagens

No sábado 19 de janeiro de 1924, a primeira página do jornal “A União - Orgao do Partido Republicano da Parahyba do Norte” trazia uma maté...

literatura paraibana ensaio epitacio pessoa obras seca gilberto freyre jose americo almeida livro encomendado
No sábado 19 de janeiro de 1924, a primeira página do jornal “A União - Orgao do Partido Republicano da Parahyba do Norte” trazia uma matéria que iniciava, assim:

“A Parahyba e seus Problemas – Sahiu, hontem, dos prélos da Imprensa Official a obra do sr. dr. Jose Americo de Almeida – ‘A Parahyba e seus Problemas’, mandada escrever pelo sr. dr. Solon de Lucena, presidente do Estado, em homenagem à actuação administrativa do sr. dr. Epitacio Pessôa na terra adorada do seu nascimento. [...]”

No início dos anos 1950, uma jovem brasileira que morava na Bélgica, onde o seu pai trabalhava como diplomata, participou de um concurso ...

literatura paraibana cangaco vanja orico evangelina jean cocteau
No início dos anos 1950, uma jovem brasileira que morava na Bélgica, onde o seu pai trabalhava como diplomata, participou de um concurso de canto lírico que tinha como prêmio uma bolsa de estudo no renomado conservatório musical Accademia di Santa Cecilia, em Roma. A moça acabou conseguindo o prêmio e foi estudar no conservatório, onde ficava pela manhã e, no resto do dia, era interna em um colégio de freiras. Só saía para passear pela cidade nos finais de semana.

Na década de 1940 e até meados dos anos 1950, a música nordestina tinha grande predominância no mercado fonográfico brasileiro e Luiz Gonz...

literatura paraibana luiz gonzaga dominguinhos forro musica nordestina joao silva
Na década de 1940 e até meados dos anos 1950, a música nordestina tinha grande predominância no mercado fonográfico brasileiro e Luiz Gonzaga era, indiscutivelmente, a principal figura dessa música regional. Segundo o jornalista Tárik de Souza, no livro “Gostos e Rostos da Música Popular Brasileira” (Editora L&PM, 1979), nos anos 1940, a presença de Gonzaga era tão forte no mercado musical que “as 17 prensas da fábrica RCA trabalhavam só para seus discos”.

Eles formam a dupla de compositores de maior sucesso da nossa música popular. Desnecessário dizer que se trata de Roberto e Erasmo Carlos....

literatura paraibana ensaio erasmo carlos 80 anos jovem guarda samba sambalaço
Eles formam a dupla de compositores de maior sucesso da nossa música popular. Desnecessário dizer que se trata de Roberto e Erasmo Carlos. Nasceram no mesmo ano de 1941, em datas com menos de dois meses de diferença. Ao completarem, em 2021, 80 anos de idade, pode-se dizer que, embora tenham começado juntos a vida artística e mantido uma longeva parceria na composição, os dois trilharam, como intérpretes, carreiras distintas.

Aqueles que têm mais idade irão lembrar, principalmente, os nordestinos que chegaram a ter o prazer de assistir a shows, ou mesmo de dança...

literatura paraibana ensaio artigo musica brasileira marchinha armando cavalcanti klecius caldas luiz gonzaga baia sertao
Aqueles que têm mais idade irão lembrar, principalmente, os nordestinos que chegaram a ter o prazer de assistir a shows, ou mesmo de dançar forró ao som do fole de Luiz Gonzaga. O Rei do Baião, por quase quatro décadas, abria as suas apresentações, com o seu vozeirão, acompanhado de um solo de sanfona, cantando:

O menino que se chamava Leonardo Francisco Salvatore Laponzina, nascido no Brooklin, filho de pais imigrantes sicilianos, sempre quis ser ...

literatura paraibana ensaio musica popular bossa nova lennie dale elis regina
O menino que se chamava Leonardo Francisco Salvatore Laponzina, nascido no Brooklin, filho de pais imigrantes sicilianos, sempre quis ser bailarino, como ele contou em um depoimento dado, em 1962, ao jornalista e produtor Ronaldo Bôscoli:

Nos anos 1950, os conjuntos vocais alcançavam, nos Estados Unidos, a sua época de maior evidência. E dentre uma infinidade de grupos que e...

literatura paraibana pesquisa musica brasileira nostalgia bossa nova samba cancao tito madi
Nos anos 1950, os conjuntos vocais alcançavam, nos Estados Unidos, a sua época de maior evidência. E dentre uma infinidade de grupos que existiam no gênero, que era conhecido como “doo wop”, se sobressaíam The Platters. Após um início sem muita repercussão, os Platters passaram a ser produzidos e empresariados pelo arranjador e compositor Samuel Buck Ram, que conseguiu torná-los um sucesso mundial. Buck Ram compôs alguns dos principais êxitos dos Platters, entre eles

Para o pesquisador José Ramos Tinhorão “o aproveitamento, por parte de compositores das cidades, de gêneros de música da zona rural, de c...

literatura paraibana musica brasileira choro ratinho jararaca turunas joao pernambuco
Para o pesquisador José Ramos Tinhorão “o aproveitamento, por parte de compositores das cidades, de gêneros de música da zona rural, de caráter folclórico, remonta ao século XIX e tem sua origem no interesse que o tema dos costumes do campo começa a despertar no público urbano frequentador do teatro de revista”.

Há poucos dias (em 16 de abril), fez cem anos do nascimento do compositor Luiz Antonio. Muitos vão ouvir falar, aqui neste texto, pela pri...

literatura paraibana pesquisa musica brasileira samba luiz luis antonio sassaricando lata agua menina moca
Há poucos dias (em 16 de abril), fez cem anos do nascimento do compositor Luiz Antonio. Muitos vão ouvir falar, aqui neste texto, pela primeira vez, no nome daquele que foi, nas décadas de 1950 e 1960, um dos principais compositores da nossa música popular. A data passou sem qualquer registro na mídia cultural do país, como escreveu, indignado, Ruy Castro, uma semana depois, em sua coluna publicada na Folha de São Paulo que, assim, principiava:

A passagem de efemérides, principalmente de datas cheias, leva ao reavivamento de fatos passados relacionados com as comemorações. E não...

literatura paraibana musica brasileira roberto carlos helena getulio cortes jovem guarda
A passagem de efemérides, principalmente de datas cheias, leva ao reavivamento de fatos passados relacionados com as comemorações. E não seria diferente no caso dos oitenta anos de Roberto Carlos, indiscutivelmente nosso cantor mais popular.

“Sou um arquiteto igual a milhares, com o nome de William Blanco Trindade, que também se assina Billy Blanco , tirando de letra e música ...

literatura paraibana arquiteto billy blanco samba ensaio musica popular brasileira mpb
“Sou um arquiteto igual a milhares, com o nome de William Blanco Trindade, que também se assina Billy Blanco, tirando de letra e música as coisas da vida”

Assim o compositor Billy Blanco se apresentava na introdução do seu livro “Tirando de Letra e Música” (Editora Record, 1996). Nada mais correto. O arquiteto, que foi durante muitos anos da sua vida, era também um excepcional compositor que “tirava de letra e música as coisas da vida”, até porque, como ele costumava dizer,

Noel Rosa é considerado, atualmente, um dos maiores nomes da música popular do Brasil em todos os tempos. A obra do “Poeta da Vila Isabel...

literatura paraibana pesquisa ensaio musica brasileira aracy almeida heminio bello caetano veloso noel rosa
Noel Rosa é considerado, atualmente, um dos maiores nomes da música popular do Brasil em todos os tempos. A obra do “Poeta da Vila Isabel” vem sendo objeto dos mais elaborados estudos acadêmicos e, frequentemente, regravada pelos nossos principais intérpretes. Mas, nem sempre foi assim. Nos anos imediatamente posteriores a sua morte, Noel Rosa e as suas músicas foram praticamente esquecidos. Para o jornalista e escritor Ruy Castro:

Jacob Bittencourt (ou Jacob do Bandolim como ficou conhecido), falecido em 1969, era considerado um dos maiores instrumentistas do Brasil....

literatura paraibana ensaio pesquisa musica popular canhoto paraiba jacob bandolim gnatalli choro paulinho viola radio tabajara
Jacob Bittencourt (ou Jacob do Bandolim como ficou conhecido), falecido em 1969, era considerado um dos maiores instrumentistas do Brasil. Nos finais de semana, Jacob promovia saraus (que ficaram famosos) na sua casa no bairro de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, nos quais participavam grandes nomes da música brasileira. No final da década de 1950, Jacob teve conhecimento (através de gravações caseiras) da excelência de um grupo de músicos do Recife

Início da década de 1880. O tráfico de escravos da África para o Brasil já havia acabado. Nas Américas, apenas o Brasil e Cuba mantin...

literatura paraibana ensaio escravidao abolicao ceara dragao mar almirante negro aldir blanc

literatura paraibana ensaio escravidao abolicao ceara dragao mar almirante negro aldir blanc
Início da década de 1880. O tráfico de escravos da África para o Brasil já havia acabado. Nas Américas, apenas o Brasil e Cuba mantinham ainda o regime escravista. O declínio da atividade açucareira no Nordeste e a expansão das lavouras cafeeiras em São Paulo fizeram surgir, no país, um tráfico interno de escravos, que era feito entre as províncias do Nordeste para o Sudeste.

Para o poeta pernambucano Manuel Bandeira: “Ele era o traço mais expressivo ligando os poetas, os artistas, a sociedade fina e culta às c...

literatura paraibana musica popular brasileira samba sinho José B Barbosa Silva manuel bandeira
Para o poeta pernambucano Manuel Bandeira: “Ele era o traço mais expressivo ligando os poetas, os artistas, a sociedade fina e culta às camadas profundas da ralé urbana. Daí a fascinação que despertava em toda a gente quando levado a um salão".

O filme Deus e o Diabo na Terra do Sol , do cineasta baiano Glauber Rocha, é considerado um dos grandes momentos alcançados pelo cinema do...

literatura paraibana pesquisa ensaio musica brasileira sergio ricardo joao mansur ditadura censura festivais beto bom bola vaias bossa nova pintura vidigal
O filme Deus e o Diabo na Terra do Sol, do cineasta baiano Glauber Rocha, é considerado um dos grandes momentos alcançados pelo cinema do Brasil. As sequências da película são intercaladas e sobrepostas por intervenções de um cantador oculto na tela que solta sua voz, forte e cortante, em versos construídos sobre temas populares do Nordeste brasileiro, com o acompanhamento apenas de um violão.

No início dos anos 1960, o Nordeste pegava fogo, mais precisamente a Zona da Mata de Pernambuco e da Paraíba, onde se concentrava a região...

literatura paraibana joao goulart ligas camponesas Troubled Land Terra Conturbada helen rogers juscelino kubitschek
No início dos anos 1960, o Nordeste pegava fogo, mais precisamente a Zona da Mata de Pernambuco e da Paraíba, onde se concentrava a região canavieira. A região também também era a principal área de atuação das Ligas Camponesas, associações de trabalhadores rurais que vinham sendo criadas, desde a segunda metade da década anterior, em defesa da reforma agrária e de melhoria nas condições de trabalho no campo.

Como sempre acontece quando arquivos vedados são liberados para pesquisas, fatos e episódios são esclarecidos e sentenças que, antes, eram...

literatura paraibana ensaio pesquisa musica brasileira censura ditadura perseguicao taiguara exilio Imyra Tayra Ipy
Como sempre acontece quando arquivos vedados são liberados para pesquisas, fatos e episódios são esclarecidos e sentenças que, antes, eram, aparentemente, verdadeiras, são corrigidas. Foi o que ocorreu, há cinco anos, quando o Arquivo Nacional permitiu a consulta aos documentos da famigerada Divisão de Censura e Diversões Públicas — órgão da Polícia Federal — referentes ao período da ditadura militar.

Em 1851, realizou-se no Hyde Park, em Londres, a “Great Exhibition of the Works of the Industry of All Nations” ou a “Grande Exposição Mun...

literatura paraibana flavio ramalho brito palacio monroe ditadura militar ernest geisel
Em 1851, realizou-se no Hyde Park, em Londres, a “Great Exhibition of the Works of the Industry of All Nations” ou a “Grande Exposição Mundial”, como ficou conhecida. Foi o primeiro evento internacional que reuniu, em uma grande feira, produtos manufaturados dos países participantes. Em intervalos anuais, nem sempre regulares, seguiram-se Exposições Mundiais em diversos locais. No Brasil, a Exposição só viria a acontecer em 1922, no Rio de Janeiro, durante as comemorações do centenário da nossa Independência.

Bom Jardim, município do agreste de Pernambuco. Anos finais do século 19. Numa sala silenciosa e triste, velava-se o corpo de uma criança....

ambiente de leitura carlos romero cronica pesquisa flavio ramalho brito frevo origem levino ferreira pernambuco capoeira guerra peixe mestre vivo
Bom Jardim, município do agreste de Pernambuco. Anos finais do século 19. Numa sala silenciosa e triste, velava-se o corpo de uma criança. De repente, para assombro daqueles que se encontravam no local, o menino que estava morto tornou à vida, como se estivesse ficado, nas últimas horas, apenas em um sono profundo e reparador. O espanto e o susto dos presentes se transformaram, logo em seguida, em um incontido contentamento.