Outro dia estava com meu amigo, num restaurante, e vimos um vinho daqueles bons e caros. O garçom, muito cortês, logo perguntou se quería...

Não deixe nada para depois

auto ajuda decisao aproveitar vida vinho
Outro dia estava com meu amigo, num restaurante, e vimos um vinho daqueles bons e caros. O garçom, muito cortês, logo perguntou se queríamos aquela safra para acompanhar o pedido. Meu amigo, sem pensar duas vezes, disse: “mete o saca-rolha”.

Depois de dar boas risadas com a expressão, ele me contou que a frase servia para a vida; que tempos atrás havia perdido um grande amigo possuidor de uma grande adega com vinhos caríssimos, e os deixava lá, sem abrir.
Um certo dia, morreu num acidente e a esposa acabou se casando com um homem mais jovem, que consumiu toda a adega em tempo recorde.

Depois disso, meu amigo começou a perceber quantas vezes na vida desperdiçamos oportunidades, deixando para depois. E o "depois" pode nem existir.

Fiquei refletindo sobre isso e hoje pergunto ao leitor: quantas oportunidades você desperdiça, preparando-se, sem entrar em campo? Quantas roupas deixou de usar esperando a ocasião especial? E aquele aparelho de jantar de porcelana inglesa que nunca foi à mesa? Quantas atitudes deixou de tomar, acreditando que sempre existiria "a semana que vem", adiando seus sonhos?

Por isso, a dica é meter sempre o saca-rolha. Abra a garrafa de sonhos, tome as atitudes que precisa tomar, pare de procrastinar achando que a vida é eterna e que vai ter todo o tempo do mundo para tentar, cair, errar e seguir em frente.

“Meter o saca-rolha” pode ser uma filosofia de vida. Para ele — que diz nunca ter visto carro forte seguindo carro funerário —, é uma frase até inspiradora.

Não deixe os bons vinhos para amanhã. Não espere para agir se a hora é agora. Não desperdice seu tempo acreditando que amanhã dá para fazer diferente. O que a gente tem acontece hoje. Então, mete o saca-rolha e segue em frente!


DEIXE O SEU COMENTÁRIO

leia também