Jesus, segundo João (Katà Iōannēn): Jesus é o Bom Pastor. Ele não pula o cercado do aprisco, ele entra pela porta. Ele é a porta das ov...

Jesus, o belo Pastor da Vida

ambiente de leitura carlos romero milton marques junior apl pastor de ovelhas evangelho de joao jesus poesia com jesus amor cristao

Jesus, segundo João (Katà Iōannēn):

Jesus é o Bom Pastor.
Ele não pula o cercado do aprisco, ele entra pela porta.
Ele é a porta das ovelhas.
Suas ovelhas o conhecem pela voz, afinal ele é o verbo
como luz verdadeira.
ambiente de leitura carlos romero milton marques junior apl pastor de ovelhas evangelho de joao jesus poesia com jesus amor cristao
E o verbo se fez carne, para guiar as suas ovelhas.
Ele conhece as suas ovelhas e elas o acompanham.
Mais que o Bom Pastor, Jesus é o Belo Pastor (poimèn ho kalós).
Diferente do mercenário, que trabalha visando o dinheiro, mas foge, quando o lobo avança sobre as ovelhas, o Belo Pastor trabalha doando-se às suas ovelhas.
O ladrão quer furtar as ovelhas para leva-las à perdição.
O Belo Pastor quer apascentá-las, para lhes dar vida, para lhes dar a própria alma (psiqué), o sopro da vida.
Vida a ser vivida mais abundantemente, pois este é o seu trabalho como o Belo Pastor: dar a vida pelas suas ovelhas.
E dando-a, ele a receberá de volta.
Jesus e o Pai são um só em perfeita comunhão e suas obras são testemunhas de que ele é o filho enviado pelo Pai.
Ainda assim, há quem queira prendê-lo.
Ainda assim, há quem queira apedrejá-lo.
Ainda assim, há quem queira matá-lo, por não saber reconhecer as obras de Deus nas suas palavras e nas suas ações.
Perseguem-no, cegamente levados ao cumprimento da letra da lei.
A letra, no entanto, é morta, só o espírito a vivifica.
Como o Belo Pastor, Jesus não vem para o rompimento da lei mosaica, ele vem para cumpri-la e cumpri-la significa torná-la viva.
ambiente de leitura carlos romero milton marques junior apl pastor de ovelhas evangelho de joao jesus poesia com jesus amor cristao
É o espírito que faz a vida, a carne, por si só, não tem utilidade.
As suas palavras são espírito e vida, porque revertidas em ações.
O Belo Pastor é a vida que leva ao pai; é o verbo encarnado que traz o espírito à lei e, por vivenciá-la, torna-a viva.
A única maneira de fazer da lei fossilizada um espírito vivo é através do Amor ao próximo.
Pregando e vivendo a lei do Amor, o Belo Pastor não hesita em dar a vida pelas suas ovelhas, enfrentando os perigos para que não se perca uma sequer.
Nós somos as ovelhas.
Ainda estamos muito presos ao verbo sem espírito.
Ainda somos incapazes de ver nas ações de nosso próximo o Amor encarnado.
Confundimo-nos e enganamo-nos apenas com palavras, vivemos à mercê dos ladrões e dos lobos, que se fazem de falsos pastores.
Se queremos a Vida, devemos saber quem temos de ouvir e seguir:
O ladrão, que nos furta e nos perde?
O mercenário, que trabalha apenas pela remuneração, sem se preocupar com a perda das ovelhas?
Ou o Belo Pastor, que nos traz a luz da vida eterna?
A decisão só cabe a nós.


Milton Marques Júnior é doutor em letras, professor, escritor e membro da APL

COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE

leia também