Durante as Olimpíadas, é sempre certo ocorrer aquele momento comovente, marcante, que será lembrado por muito e muito tempo. Estes são algu...

Momentos históricos dos jogos olímpicos

olimpiadas momentos comoventes gabriele andersen los angeles 1984 carlos romero

Durante as Olimpíadas, é sempre certo ocorrer aquele momento comovente, marcante, que será lembrado por muito e muito tempo. Estes são alguns deles.


1968 CIDADE DO MÉXICO
Os velocistas Tommie Smith e John Carlos, ganhadores do ouro e bronze na prova de 200 metros, tomaram seus lugares no pódio para a cerimônia de entrega de medalhas vestindo meias pretas, sem sapatos. Durante o hino nacional norteamericano, baixaram a cabeça e ergueram punho com luvas pretas, simbolizando o sentimento pela violação de direitos humanos.




1980 MOSCOU
Na cerimônia de encerramento dos Jogos, o painel humano fez deslizar duas lágrimas no rosto do ursinho Misha, o mascote da competição, comovendo o público presente e os espectadores que assistiam o espetáculo pela TV.




1984 LOS ANGELES
Um dos maiores exemplos de motivação e superação ocorreu durante a maratona feminina, quando a atleta suiça Gabriele Andersen entrou exausta no estádio olímpico de Los Angeles muito tempo depois da norte-americana Joan Benoit ter vencido a prova. Em meio a aplausos e gritos de incentivos da platéia, a maratonista conseguiu completar, com um esforço sobre-humano, o percurso de quase 43 quilômetros, e entrou, naquela data, para a História do esporte mundial.




1988 SEUL
Greg Louganis, atleta dos Estados Unidos, bateu a cabeça no trampolin, feriu-se gravamente, mas voltou a competir pouco tempo depois e conquistou a medalha de ouro na disputa dos saltos ornamentais.

COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE
  1. 43 mil quilômetros ? Caramba... num é à toa que esse é um momento histórico... uma maratona de 43 mil quilômetros num é pra qualquer pessoa... eu diria um veículo, mas uma pessoa ?!?!?!?!?

    ResponderExcluir
  2. Super Maratona 43 mil quilometros... Cansado mesmo

    ResponderExcluir
  3. Putz, eu tinha 3 anos na época do encerramento das olimpíadas de Moscou e lembro muito bem da cena do ursinho chorando... Realmente inesquecível!

    E aos que estão estranhando a maratona de 43 mil km, saiba que naquela época era isso mesmo! E mais, a maratona masculina tinha de ser corrida de costas ainda!
    É... os maratonistas de hoje nem se comparam com os da década de 80!

    ResponderExcluir
  4. Caramba!!!! 43 MIL QUILÔMETROS é mesmo de assustar... A coitada da maratonista suiça deve estar correndo desde 1984 sem parar :))))
    Ok, "anônimos" e metagem, obrigado pelo alerta. Mensagem corrigida.

    ResponderExcluir

leia também