NETO ANUNCIAÇÃO (Canto I - Eu Neto) Quando vim ganhei camisa oito Fui tratado qual rei, majestade Não trazia malícia o...

Sobre netos e amores

poesia paraibana avos netos amor
NETO ANUNCIAÇÃO
(Canto I - Eu Neto) Quando vim ganhei camisa oito Fui tratado qual rei, majestade Não trazia malícia ou maldade Via tudo só meu, príncipe afoito Meu reinado, em meses, dezoito Vi meu trono usurpado e notei Que entre tantos não seria rei Ser no máximo um meia armador Nasci NETO, hoje filho e genitor E amanhã serei vô, agora sei
(Canto II - Eu Filho)
Com o onze eu no time escalado Fui buscar meu espaço à manada Um a mais luta bem disputada Ser mais forte ou cair subjugado Escolher entre o certo e o errado Bom exemplo ou ser fora-da-lei Se fiz certo hoje olho e nem sei Dor causei mas o troco era amor Nasci neto, hoje FILHO e genitor E amanhã serei vô, agora sei
(Canto III - Eu Pai)
Homem feito almejei nova meta Pelejar luta mais que renhida Enfrentar dissabores na vida Fazer ninho família completa Pois sem ela sei, ninguém se aquieta Eis que então grande emoção gozei Vislumbrar descendência chorei Vi fechada a ciranda do amor Nasci neto, sou filho e GENITOR E amanhã serei vô, agora sei
(Canto IV - Eu Avô)
Hoje à fase de cãs em aquarela A emoção me volta à trajetória Relembrar que o ciclo da história Não se fecha se de amor se faz ela Com a notícia outro embargo à goela Entre versos meu neto verei Sem saber se é rainha ou novo rei Mas por certo enviado do Senhor Nasci neto, sou filho e genitor E amanhã serei VÔ, agora sei...

EITA PAI!
Eita pai, mas que saudade Dos nossos papos compridos Quando tu me convocavas E esquecias os motivos Eita pai, são quatro anos E eu cheio de novidade A vida muda meus planos Assusta a velocidade Eita pai, sou vô agora! Tu amarias Letícia Fiquei mole com a notícia Mas havias ido embora Eita pai, tem os problemas Sem ninguém pra dividir Nos mais variados temas Sinto falta de te ouvir Eita pai, agora entendo Que conselhos são em vão Pois só se aprende vivendo Sofrer por filho é ilusão Eita pai, a vida é dura Talvez a grande vitória Esteja em contar a história Feito tu, de alma pura Eita pai, mas é verdade Que um dia serei saudade E espero que assim sentida De quem muito amou na vida

A AULA DA LELÊ
‘h’ parece cadeira 🪑 ‘c’ é um tobogã da hora será que o ‘s’ é minhoca🪱 ? o ‘a’ tem rabo de fora o ‘L’ tem o pé grande ‘m’ é um ‘n’ que expande a aula assim não demora...
ACRÓSTICO PARA LETÍCIA
L Lelê nossa primogênita E Emana raro esplendor T Tem a beleza da estrela I Intenso e próprio fulgor C Carinho e doce candura I Inesgotável ternura A Alma repleta de amor

MARIA SOFIA
Chegou enfim o presente Que há muito o céu prometia Mais uma neta pra gente Saber que a vida é poesia Deus nos faz nova carícia Mandando um par pra Letícia Nossa Maria Sofia
CONVITE DE SOFIA
Quem quiser me ver andando Ou saber mais sobre mim Venha no Pirlimpimpim Que meus pais tão convidando E pra quem perguntar: quando? Digo onze de janeiro Mas vai ser o dia inteiro? Dezoito e trinta é o horário Meu primeiro aniversário Não perca, seja o primeiro!
MARIA LAMPIÔA SOFIA
Me chamam de Lampiôa E nem sei dizer por que foi Talvez porque ilumino Isso é coisa de totôi Vai que é porque sou quieta Ou pela tataraneta Que eu dei um tapão no ôi... Pelo sinal de mamãe Que eu tirei numa carícia Ou do puxão de cabelo Na minha prima Letícia? Ou seriam as mordidinhas Que dou nos meus coleguinhas? É que morder… é delícia!

LAURA!
Antes que o ano termine E a graça de Deus se exaura Vem o espírito do Natal E em meu coração se instaura A alegria se completa Com a vinda da nova neta Bem-vinda querida Laura
LUA & LAURA - DÍSTICO
Vezes olho a lua e uivo À última cheia fui vô…

RE BENTO
Quando reina o isolamento E quase tudo é lamento Eis que Deus dá novo alento Uma benção do firmamento A graça vem por rebento Neto neonato Bento!

EMANUELA
(Para Manu - a neta 5/5 -, em seu primeiro aninho.) No ano dois mil e vinte Do Nosso Senhor Jesus Cristo mandou sua luz Com toda graça e requinte Desfalcou, por conseguinte O céu que ficou mais fosco Provando que o mundo tosco É melhor com Emanuela A prova maior é ela: De fato, Deus é conosco!

COMENTÁRIOS
  1. Irenaldo Quintans29/5/22 07:45

    Emocionante, meu caro amigo! Feliz em compartilhar suas puras e genuínas emoções da meia-idade. Afetuoso abraço!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Anônimo4/6/22 18:01

      Quero teu livro, Zuzu!

      Não me esqueça!

      Excluir

leia também