A TV por Assinatura no Brasil necessita de uma urgente e profunda modificação. Aliás, precisa mesmo é de uma grande faxina.A chamada “TV ...

Preço alto e péssimo serviço

tv assinatura cabo preço alto serviço pessimo

A TV por Assinatura no Brasil necessita de uma urgente e profunda modificação. Aliás, precisa mesmo é de uma grande faxina.A chamada “TV Paga”, ao lado da internet, é uma das poucas alternativas para aqueles que não conseguem digerir os intragáveis programas da TV Aberta (Generalista, em Portugal). Ocorre que, no Brasil, no lugar de uma programação de ótima qualidade, condizente com o valor alto que pagamos mensalmente, o que vemos na TV por Assinatura é muito lixo... um lixo caro demais para nós, pobres usuários.

Nas primeiras horas da manhã, os canais transmitem, simultaneamente, entediantes programas de televendas, que comercializam de facas e tapetes persas a vacas holandesas e cavalos árabes, passando por panelas de cozinha mirabolantes e por eletrodomésticos capazes de transformar qualquer coisa em suco, até mesmo pedras.

Tudo se complica ainda mais durante os finais de semana, quando os tais programas são esticados até o começo da tarde, causando mais aborrecimentos e torrando a paciência do assinante. Pagamos um preço alto para ter uma programação decente e o que exibem são esses canais ridículos.

Outra coisa incompreensível neste país é o fato de sermos obrigados a assinar um pacote repleto de canais (quase 150), quando, no final das contas, costumamos ver apenas 10 deles, no máximo. A maioria dos canais veicula assuntos que não nos interessam nem um pouquinho, e nós ficamos com a impressão de que estamos jogando dinheiro fora, de que estamos sendo ludibriados.

O ideal seria que pudéssemos escolher especificamente os canais de que gostamos, de modo a dispor de um “pacote personalizado”, com custos menores para os nossos bolsos.

Por exemplo, se todos os membros de uma determinada família de assinantes já estão bastante crescidinhos e bem encaminhados na vida, é muito pequena a probabilidade de que algum deles venha a se interessar por canais infantis, tais como Cartoon, Boomerang, Disney, Ra-tim-bum, Jetix e assemelhados. Para eles, seria bem melhor que fosse possível optar pelo pagamento apenas daquela meia dúzia de canais que realmente assistem no final do dia, após o cansativo dia de trabalho.

Fico imaginando se há alguem neste país que realmente se interessa por um canal exclusivo de jogos de golfe 24 horas por dia, sete dias por semana, e faz questão de tê-lo em seu aparelho de TV!!!

Para alguns grupos de assinantes, as emissoras que transmitem seriados e filmes sanguinolentos são dispensáveis. Mesmo assim, vêem-se eles obrigados a ter esses canais em seu pacote, porque a operadora os impõe de modo incondicional, e nem mesmo disponibiliza algum recurso no controle remoto que permita suprimi-los da grade (caso da Sky). Se não soubermos decorado o número do canal que queremos ver, somos obrigados a percorrer todos aqueles que não nos interessam, pois não existe nenhuma opção para eliminá-los do receptor.

Já está na hora dos órgãos governamentais adotarem alguma medida nessa lógica absurda e incompreensível das operadoras, a fim de que o consumidor pague somente por aquilo que deseja ver em sua tela, dispensando-se as despesas pelos canais que considera inúteis.

Pois é. Parodiando o slogan da operadora que detém o monopólio da TV por Satélite no Brasil: TV é Isso... altos custos e péssimo serviço.
COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE
  1. Concordo plenamente.
    A TV por assinatura,seja lá qual seja a prestadora, colocam ao dispor do cliente um pacote pronto e na maioria das vezes, metade do que é oferecido é descartável.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, a TV pro assinatura é pra lá de cara, e ultimamente está competindo com a TV aberta no quesito bestialidade.

    O pior é saber que as empresas nunca irão fazer um pacote personalizado, porque isso singnifica perder dinheiro.

    E (pior ainda) é que a única ação do governo é obrigar que 50% do conteúdo dos canais pagos seja nacional (sim, aquele velho modelo bagaceiro de TV brasileira também na sua TV paga).

    Só não sei se essa lei foi aprovada ou não..

    ResponderExcluir
  3. Não sei se este é o lugar certo para dizer isso mas já que estamos falando de TV por assinatura...
    Pra quem não tem(ou não quer gastar) dinheiro pra assinar Sky ou net me falaram que vão fazer uma nova tv por assinatura chamada BestTV onde o assinante tem quase todos os canais da Sky e paga só 25 reais por mes(pacote único).
    Até o que eu sei ela usa transmição via internet, mais tem como assistir na TV. Aqui vai o texto que eu encontrei na Internet falando sobre ela:

    ------------------------------------------------------------

    A BestTV é empresa de TV por assinatura brasileira que pertence ao GrupoPCS.

    O principal diferencial da BestTV é que os canais são transmitidos via internet(mais conhecido como web streaming). Uma das vantagens desse tipo de transmissão é que além de assistir os canais na TV, o assinante também pode assistir os canais pela internet. Além disso, a televisão via internet é muito mais barata.

    A BestTV ajusta a qualidade dos canais de acordo com a velocidade da internet do assinante, sendo assim se o assinante tem uma internet mais veloz assistirá os canais com melhor qualidade e definição de imagem, já se o assinante tem uma internet lenta, assistirá os canais com qualidade e definição inferior.
    Uma das desvantagens da TV por Assinatura via web streaming é que não é possível transmissões em Alta Definição , portanto nos dias de hoje não existe BestTV em HDTV, mas a BestTV anunciou que criara a BestTV HQ, onde será possivel assistir os canais em uma qualidade muito boa.

    Toda semana, a BestTV percorre a internet em busca de filmes hospedados em sites como megavideo.com e disponibiliza-os no BestCine para que os assinantes da BestTV possam assistir gratuitamente. No futuro a BestTV criará uma locadora digital, para que os assinante escolham um filme entre milhares de títulos disponíveis.

    ----------------------------------------

    Até o q eu sei ela vai estar pronta no fim do ano, até lá o negócio e pagar Sky mesmo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza, tem que haver modificação. O melhor exemplo que vc deu foi a do golfe, já imaginou 24 horas de "M" Niguém merece.

    ResponderExcluir
  5. Concordo com tudo que escreveram aqui. Eles enchem muita linguiça nos pacotes. Em meu caso, por exemplo, que assino tv a cabo, desabilito pelo menos umas 2 dúzias de canais que não me interessam - canais de venda, religiosos, legislativos e outras porcarias. O pior é que esses canais em geral já estão disponíveis de forma aberta. Se quisesse vê-los, não iria pagar. Algumas operadoras chamam esses canais de "cortesia". Na verdade é só para fazer volume. E duvido muito que eles não cobrem por essa cortesia rsrsr.

    Para ser sincero, num pacote de 100 canais geralmente nos prendemos a uns 30 no máximo. E deste, vemos com frequencia não mais que 15. Por isso, essa sugestão de uma assinatura personalizada seria muito justa. Só acho dificil as operadoras aceitarem.

    Outra coisa: a programação da maioria dos canais tá uma m.... muito reprise. As vezes o mesmo programa passa durante vários dias seguidos e os filmes, além de repetir muito, chegam a ser visto no mesmo momento, em vários canais.

    E agora, além das manhãs serem poluidas com aqueles programas de vendas, em quase todos os canais, tem um tal de TVSHOPPINGBRASIL que cada dia ocupa mais canais depois da meia noite. Eu lá estou interessado em ver em vários canais, ao mesmo tempo um programa de venda de bijoterias? É um absurdo. E tá virando um praga. O pior é que não há controle no Brasil. A quem reclamar?

    Sinceramente, a tv paga tá cada dia pior. Tão ruim quanto a tv aberta. Tv paga é uma fraude.

    ResponderExcluir
  6. Dê uma pesquisada, é assim também nos EUA. Os canais com conteudo grátis na internet (Hulu principalmente) pesaram em muito nas tvs por assinatura americanas, por justamente permitir ao espectador escolher o que gostaria de ver. Este modelo de 150 de pacotes de canais é o mesmo usado na venda de CDs, com por exemplo 15 músicas. Se eles vendessem as músicas separadamente, perderiam a venda do CD. Portando pra eles vender separado diminui a margem de lucro!

    ResponderExcluir
  7. Entendo que uma forma de corrigir esta distorção é a manifestação do consumidor junto às operadoras. Constantemente tenho sido abordado pela operadora para "uma promoção" que sempre objetiva aumentar o valor da minha fatura com a ilusão de melhorar a qualidade e na oportunidade, além de não aceitar a proposta, manifesto toda a minha indignação em relação a péssima qualidade da programação e seu o alto custo.

    ResponderExcluir
  8. Melhor que 10 pessoas pagando R$ 100,00 é ter 100 pessoas pagando R$10,00 - Questão de lógica e bom senso:
    1) Maior audiência das emissoras fechadas
    2) Mais pessoas sendo atingida pelas promoções mercadológicas.
    3) Menor pratica de piratarias e utilização de decos clones "XingLing"
    4) Minimização da exclusão digital.
    5) Maior acesso a educação multi-cultural.
    ------------
    Ganâcia empresarial é estupidez antisocial!

    ResponderExcluir
  9. Caros amigos ,vejo que todo mundo encontra-se com o mesmo dilema que eu .
    Tenho a dita cuja TV por assinatura que é uma porcaria e a qual estou pensando firmemente em cancelar,não tem como não se envergonhar de estar sendo roubado e ter que ficar calado .
    Os canais alem de ser uma porcaria é programação para quem não tem oque fazer ...Passa 5 minutos de filme ou algo que vc queira ver e 20 minutos de propaganda ,fora filmes do tempo da pedra que não tem comentario .
    Pago por algo que no pouco tempo que tenho para assistir não encontro nada que preste ,fora os filmes as 22:00 horas "Pelol amor de deus"Qual o Cristão que após trabalhar o dia inteiro que nem condenado vai ficar até meia noite ,uma hora da manha assistindo um filme ?
    Cinceramente de certa forma até apóio a parataria nesse sentido pois já que é pra ser safado vamos ser né!?

    ResponderExcluir

leia também