A cada dia que passa fico mais convencido de que os nossos problemas, por maiores que possam parecer, são insignificantes diante da grand...

Somos apenas poeira ao vento

poeira ao vento insignificância do homem ambiente de leitura carlos romero

A cada dia que passa fico mais convencido de que os nossos problemas, por maiores que possam parecer, são insignificantes diante da grandeza que nos cerca.

O que temos, o que somos, o que conquistamos, nossos projetos, nossos ideais, nossas paranoias, tudo às vezes acaba sendo pequeno, volátil e passageiro. Quem já perdeu um ente muito querido ou teve uma grande decepção certamente conhece essa sensação de vazio, esse sentimento de que o universo é indiferente às nossas aspirações.

Lembra daquela canção que diz: "poeira ao vento... tudo o que somos é poeira ao vento"? Não pode existir nada mais verdadeiro.

Você deve estar se perguntando: mas, que devaneio melancólico e sem sentido é este?

É que às vezes eu tenho uns insights meio instrospectivos. E, no momento, o que me levou a escrever essas linhas foi ver esta imagem do nosso minúsculo planeta comparado a um simples raio que emana de uma explosão solar.

terra comparada ao sol

Nós todos estamos ali, naquele pontinho azul, com as nossas neuras e alegrias... sorrindo, chorando, brincando, amando e matando.

Milhões de anos se passaram e ainda não nos demos conta de que estamos todos em um mesmo barco, que somos apenas uma partícula de poeira e que, mesmo sendo tantos, ainda não conseguimos cuidar de uma coisa tão pequena e tão especial, que é a Terra.


Ouça a música Dust In The Wind:


Eu fecho meus olhos
Apenas por um momento
E o momento já se foi

Todos os meus sonhos
Passam curiosamente diante dos meus olhos

Poeira ao vento
Tudo o que eles são é poeira ao vento

Aquela mesma velha música
É apenas uma gota d'água
Em um mar infinito

Tudo o que fazemos
Escoa pelo ralo abaixo
Embora nós nos recusamos a ver

Poeira no vento
Tudo o que somos é poeira ao vento

Não espere
Nada dura para sempre
Além do céu e da Terra

Tudo desaparece
Todo o seu dinheiro
Não comprará outro minuto

Poeira ao vento
Tudo que somos é poeira ao vento

Tudo é poeira no vento
O vento.
COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE
  1. Carlos,

    Bela reflexão, seguida de belas imagens, e isso é um fato, o universo é tão grande e se pararmos para pensar, os nossos problemas poderiam ser resolvidos de forma realmente simples, mas nós insistimos em dificultar as coisas.

    Obrigado pela reflexão!

    Abraços

    ResponderExcluir

leia também