A maior das astúcias do Demo é nos convencer de que ele não existe. Acrescento que a maior das imposturas do Mal é nos persuadir de que es...

Contra o mal, a ressurreição

serie turquia imperio otomano
A maior das astúcias do Demo é nos convencer de que ele não existe. Acrescento que a maior das imposturas do Mal é nos persuadir de que está agindo para o bem. O Mal não dorme. Não tem glândula pineal. Não precisa de repouso nem de contato com o mundo espiritual. O Mal é absolutamente insone. Argos de cem olhos sempre despertos. O Mal é Hidra. Suas cabeças devem ser cortadas de uma única vez. E cauterizadas pelo fogo purificador. Duas sempre nascerão, se cortarmos uma a uma. O Mal é tentacular. O Mal é ubíquo. Cheio de blandícias, o Mal é sedutor. O Mal é impostor.
serie turquia imperio otomano
M. Garibagaoglu
Melífluas, suas palavras escondem a Inveja verde e pútrida que o seu coração alimenta. Sua grande astúcia é apontar o que ele é nos outros. Insone, ele vive a maquinar a ruína, travestida de bondade a quem não consegue enxergar suas entranhas.

Baixinho, barbudo e velho, o Mal é solerte, ardiloso, manhoso, cínico, língua pronta a defender-se, por mais que trame contra tudo. E sabe tramar. Alia-se a qualquer um que possa lhe trazer benefícios, não importa a quem seu aliado serve. A aliança lhe será útil até que a trama seja descoberta. Nada, contudo, o atinge, porque, presto, ele se descola do seu antes aliado, agora inimigo, a quem imputa todo o mal de que o acusam.

Mostra-se sempre com uma autoridade capaz de embair as pessoas. Diz-se sempre inocente e que tudo do que o acusam é uma trama contra ele e contra o Estado que ele representa. Para si, no entanto, na sua intimidade, cioso de sua prepotência e arrogância, o Estado é para preservar ou para destruir, de acordo com a sua vontade e conveniência.

Podem escarafunchar a sua vida de alto a baixo. Nada encontrarão, porque sempre as provas serão contra os que a ele se aliaram. Mesmo que um desses o acuse abertamente, ele se fará de vítima e encontrará um jeito de se safar e virar jogo para cima do acusador. Tramas, traições, alianças espúrias, ameaças e, no extremo, assassinatos,
serie turquia imperio otomano
M. Garibagaoglu
para se livrar do ex-aliado inconveniente, são os meios para atingir o poder. Ele só visa o poder, apesar de todas as mentiras que conta cinicamente, mostrando uma aparência de defensor do direito e da justiça. Ainda que ele seja flagrado na ação criminosa, os seus seguidores não acreditarão. Estes, cegados pelo poder ou pela ingenuidade, levantar-se-ão em seu favor para defendê-lo. Há quem se compraza em ser enganado, repetidas vezes, pelo Mal. Flagrá-lo na ação criminosa é quase impossível, porque o mal vive em vigília perpétua, com os mil olhos sempre despertos, nunca se cansando de tecer as armadilhas contra a justiça que diz defender. O poder é o seu objetivo, os meios para atingi-lo não importam.

Apresentando-se sempre com uma autoridade enfatuada, acompanhado de um séquito de vassalos, que se acachapam voluntariamente ou à força dos segredos que podem ser usados quando for da conveniência, o Mal se compraz na prelibação do poder e da vaidade que o invade. Isto terminará por cegá-lo. Não se sabe quando, mas seu dia chegará.

Este Mal encarnado e personificado se chama... Sa'd al-Din Köpek ou Sadettin Köpek emir do Sultão Seljúcida Alaeddin Kayqubad I (1190-1237), personagem da série turca Resurrection – Ertugrul (Diriliş – Ertuğrul, direção de Mehmet Bozdağ, 2014), que aborda toda a história da luta pela lenta, difícil e sangrenta fundação do Estado Turcomeno, iniciada com a Héjira do profeta Maomé, em 622.

serie turquia imperio otomano
O emir Sadettin (morto em 1238), em sua ambição, ganância e vaidade, vive a tramar constantemente contra o Estado que ele representa. Sua meta, além do ouro é defenestrar o sultão e ser o senhor supremo e despótico que já revela nas suas ações traiçoeiras e cruéis. O inverso simétrico de Sadettin é o sheik andaluz Ibn Arabi (1165-1240), pensador, filósofo, tradutor de Platão e Aristóteles, e um dos grandes, senão o maior dos estudiosos e divulgadores do Corão. Respeitado pelo seu saber, humildade e pelo caminhar reto em busca da justiça, Ibn Arabi é a própria espiritualidade benfazeja a ajudar o herói Ertugrul (1198-1281), valente e audaz Bey da tribo Kayi, tido como o guerreiro que persevera pela união dos turcos, lutando incansavelmente para a fundação do Estado Turcomeno, cuja base é a fé em Deus e na justiça. Ertugrul, interpretado pelo ator Engin Altan Düzyatan, o mesmo de O violino do meu pai,
Engin Düzyatan (Ertuğrul Bey)
é figura exaltada na tradição oral, sendo o pai de Osman ou Otan, o fundador do império Otomano.

A série tem seus altos e baixos, se alonga muito, aposta na fórmula já esgarçada do maniqueísmo e do herói que apanha bastante para conseguir alguma vitória significativa, chegando a extremos de inverossimilhança interna. O objetivo, no entanto, é aproveitar o mito proveniente da tradição oral e mostrá-lo como invencível e até como o herói que sempre escapa da morte certa, ressurgindo cada vez mais forte – até agora, três vezes –, de modo a construir o perfil de uma etnia que se mostra resistente, mesmo diante dos mais cruéis e poderosos inimigos, sejam eles mongóis, bizantinos ou templários; perfil necessário para insuflar o ardor contra o inimigo e conduzir todos a uma luta pela causa maior, com o risco da própria vida.

Ertugrul é o paladino que não apenas trava a luta contra o inimigo externo e seus ardis cruéis. Ele também trava a luta da incompreensão, da rejeição e da traição dos inimigos domésticos, incluídos aí os próprios familiares. Longe de lançar mão do vitimismo, Ertugrul luta infatigavelmente contra todos que queiram impedir a sua caminhada para a implantação de um estado, que acabaria com o nomadismo das tribos turcas e estabeleceria um princípio de igualdade humanitária, reunindo-as sob a bandeira do Islamismo praticado diariamente, não apenas adotado como uma religião de fora para dentro – quando, ao longo da História, o Islamismo e o Cristianismo se desviaram das virtudes da Fé, Esperança, Caridade e Justiça, é fato para se pensar...

serie turquia imperio otomano
O Grande Guerreiro Otomano (Diriliş – Ertuğrul) ▪ 2014—2019 ▪ Tekden Film
Os Sadettin, contudo, empregarão todos os meios para não deixar isto acontecer, pois a reunião de um povo sob uma bandeira de justiça efetiva e praticada sem descanso não está no seu programa de poder, ambição e vaidade. A luta contra o mal deve ser contínua e exige um esforço supremo, que raia a ressurreição a cada dia, seja na ficção, seja na realidade.

Não olhe para o Mal. Não ouça o Mal. Não fale com o Mal. Finja ignorá-lo. Na primeira oportunidade, esmague-o. Inseto nojento que ele é. InshaˈAllah!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO
SUA PARTICIPAÇÃO É IMPORTANTE. COMENTE!
  1. Muito bom. Até a metade do texto, imaginei que se referia a um cara cujo sobrenome lembra o de uma famiglia da máfia

    ResponderExcluir

leia também