Espelhar rio Espalhar silhuetas pela lâmina matinal adocicada no fio líquido perene bebida de fonte esguia na mata que vagu...

Rios e desertos lunares


Espelhar rio
Espalhar silhuetas pela lâmina matinal adocicada no fio líquido perene bebida de fonte esguia na mata que vagueia pelo relevo em invisível desnível Espelhar a si próprio em turvas imagens transfigurado pelo leito não dormido constante movimento de corpo e alma que vagueia destino que deságua Emparelhar na corrida invencível tentativas vãs de construções insaciáveis luta que margeia e mata margens arrasta mundos ancorados no nada Espelhar rio em risos indisfarçáveis é navegar em cios, ler em folhas secas molhadas e no fim da remada refletir as passadas e da terra úmida saciar a boca das lágrimas Plantio desértico
Plantio de pedras regado de sol infértil pensamento perdido no tempo Na poeira só há pó resquício de rio de ar fragilidade de todos repasto de deserto Alma com espaço área sem ser algo falas para vazios palavras de ecos surdos ... e silêncios
Visão lunar
Que esfumaçada figura lunar no meio da noite transfigurada de tez esbranquiçada como um Cyrano faz soltar Ser caído das alturas lunar visão anuviada silueta na calçada, muro com réstia reflexível que pranteia e prateia Da 'Luna', o espanto de Quitana e de Vinícius a mulher misteriosa além do sonho turvo de Suassuna poética de encantos da cheia lua E ao amanhecer... é apagada Livre tradução
Eu quero a taça de vinho rubro fria e quente nas minhas mãos atravessando a noite de inverno abrindo caminho no coração Eu quero o toque do gelo ácido embebido em vodca de solidão suave e nervoso, vivo e adormecido sussurros em formato de oração Eu quero os segredos do silêncio palavras em olhos, de livre tradução ditas através da cor de mel em verbos que gritam sem ação Eu quero o término e o infinito estrada sem rota, perdição sorriso incógnito, pleno, eterno embriaguez em blues, chuva no Sertão

* Feito ao som de Led Zeppelin

comente
  1. Salvas à inspiração de Led Zeppelin!!tudo muito bom ..me toquei mais na Visão lunar"
    Parabéns Clóvis Roberto👏👏👏👏
    Paulo Roberto Rocha

    ResponderExcluir

leia também