Por conta da briga EUA e URSS pela hegemonia no planeta, muita gente "dançou", em todas as latitudes e longitudes. A guerra dele...

Ditaduras, jamais

politica guerra fria polaridade ditadura
Por conta da briga EUA e URSS pela hegemonia no planeta, muita gente "dançou", em todas as latitudes e longitudes. A guerra deles botou (e ainda bota) a humanidade literalmente numa fria, perturbando pessoas simples e anônimas, nos lugares mais remotos do mundo.

Muita gente, em vários países, tem alguma história de violência e intolerância para contar, em consequência da polarização do embate político-ideológico.

Aqui na longínqua Paraíba, a confusão bateu à minha porta. Tive um tio, um primo e dois irmãos atingidos pelo autoritarismo que se instalou no país em 1964. Foram coisas que deixaram marcas permanentes, nas vítimas e nos parentes e amigos.

Em escala ínfima, ainda adolescente, já em abril de 64, fui obrigado a encerrar uma correspondência ingênua com uma garota polonesa, por ser a Polônia um “país comunista”. Não precisa ser psicólogo ou coisa que o valha para saber o impacto de uma medida dessas num menino de apenas 15 anos.

Ditadura, de direita ou esquerda, não é um bom caminho. Simplesmente porque “com gente é diferente”...

Mas, no meu caso, a tal Guerra Fria teve algo de positivo. Serviu para que brotasse em mim uma convicção pétrea: o que restringe a liberdade não vinga. Assim como a ética, a liberdade é inerente ao homem.

Até hoje, ninguém tira da minha cabeça uma frase de Rui Barbosa: "Abomino as ditaduras de todo gênero, militares ou científicas, coroadas ou populares”.

Ditaduras, jamais!

DEIXE O SEU COMENTÁRIO
SUA PARTICIPAÇÃO É IMPORTANTE. COMENTE!
  1. Certo, Petrônio. Mas - por falar em Ruy Barbosa - veja isto: https://www.migalhas.com.br/quentes/330685/lei-da-vacina-obrigatoria-e-uma-lei-morta---disse-rui-barbosa-contra-vacina-de-doenca-mortal-do-seculo-xx

    ResponderExcluir

leia também