Apesar da sombra, mantenho o sorriso! Dá leveza à alma... Traz paz ao coração. Se você olhar com atenção para as estrelas, verá: nem toda...

Sinais divinos

ambientes de leitura carlos romero thamara duarte araca felicidade ser feliz pasqualeta raio de luz leveza alma leve

Apesar da sombra, mantenho o sorriso! Dá leveza à alma... Traz paz ao coração.

Se você olhar com atenção para as estrelas, verá: nem todas elas estão apagadas. Sempre há um rastro de luz, em meio à toda escuridão…

Quer saber!? Fundamental mesmo é ser; é se sentir feliz!

ambientes de leitura carlos romero thamara duarte araca felicidade ser feliz pasqualeta raio de luz leveza alma leve
Neste domingo o sol voltou a brilhar. O astro rei iluminou o céu da vida e tomou conta de mim. Senti a intensidade da sua energia... Fui plenamente envolta pelo seu calor!

E um dia desses, caiu um araçá no meu jardim encantado. Será que foi um passarinho? Será que foi minha Pasqualeta, que resgatei na Páscoa, cuidei de sua asa, alimentei e depois deixei que arribasse no infinito firmamento do céu azul?

Quem me trouxera a beleza deste solitário presente?

Claro que, imediatamente, lembrei da poesia de Caetano Veloso... Da sua emblemática melodia no araçá azul. A fruta na canção. O toque da alegria e da luz da vida, num dia de pandemia e de quarentena.

Sinal divino e maravilhoso!

Amei.


Thamara Duarte é mestre em direitos humanos, ambientalista, e jornalista
COMPARTILHE
comente via facebook
COMENTE

leia também