Os versos da canção que fez sucesso no início dos anos 1990 martelavam sua cabeça, enquanto via na televisão resultados das eleições deste...

'Já tentou varrer a areia da praia?'

ambiente de leitura carlos romero cronica linaldo guedes politica nova mentalidade eleicoes ousadia talento
Os versos da canção que fez sucesso no início dos anos 1990 martelavam sua cabeça, enquanto via na televisão resultados das eleições deste ano... Por instantes, esquece da política e viaja no tempo. Até a noite de um show de Titãs, há coisa de 20, 30 anos.

Estava com uma garota, jovem, bonita. Era irmã de outra garota, também jovem e mais bonita ainda — sua primeira grande paixão, que havia sumido do nada nos corres-corres da vida.

Uma sumiu e a outra surgiu, querendo namorar. Ficaram! Mas no show, enquanto os Titãs colocavam todo mundo pra dançar, a irmã apareceu do nada, da mesma forma como tinha sumido. No meio da multidão. Chegou junto.
Tascou um beijo nele na frente da irmã, puxou-o pelo braço e saiu correndo, deixando a outra sozinha no show.

Ele pensou resistir, mas a banda tocava: “você já tentou varrer a areia da praia?”… Não quis tentar varrer. Deixou a casa desmoronar no meio da sala. Só assim, ela se ergue novamente.

“Mais resultados das eleições em todo o Brasil”, anuncia o apresentador, chamando ele de volta pra 2020.

Assim como na poesia todo mundo é poeta, na política, todo mundo tem sido político ultimamente. Explico: Política sempre foi coisa de uns poucos “iluminados”. Pessoas que a gente nem conhecia e nem convivia, mas que em época da eleição apareciam batendo em nossa porta oferecendo mundos e fundos em prol de um voto pela sua candidatura. Depois sumiam de novo e a gente ficava com a imagem de “importante” daquele “doutor” que aparecida pedindo voto.

Com o tempo e as denúncias de roubo, passaram a surgir pessoas reais. Falo daquelas que são de nosso convívio, que conhecemos, que sabemos de seu caráter e ética, sobretudo de seu pensamento e de sua trajetória como ser humano.

Interessante que o resultado da última eleição ao invés de desanimar, fez foi estimular o surgimento de pessoas interessadas em contribuir politicamente de alguma forma.

De Cabedelo a Cajazeiras, tive vários amigos e amigas candidatos e candidatas às Câmaras Municipais de suas cidades. Pessoas de luta, de coragem, de talento, de ousadia e que resolveram entrar na política para contribuírem de alguma forma para a melhoria de nossas situações sociais, sanitárias e econômicas.

E isso é bom!

Já faz um tempinho que prefiro votar em quem conheço pessoalmente, em pessoas que conversam comigo, independente de ser ano eleitoral ou não.

E torço para que eles e elas sejam eleitos/as e façam surgir uma nova forma de fazer política. Que não tenham atitudes como a mencionada pelo profeta Isaías (9:18-2):

[…] Cortam à direita, e têm fome, comem à esquerda, e não se satisfazem. Cada um devora a carne de seu próximo, e ninguém tem piedade de seu irmão [...]

DEIXE O SEU COMENTÁRIO
SUA PARTICIPAÇÃO É IMPORTANTE. COMENTE!
  1. EXPRESSOU EXATO !!! Linaldo o que todos pensamos!!
    Mas com as "redes sociais"...temos um canal de comunicações/exposições/ críticas.. com todo universo politica... afora às manifestações de ruas!!!
    Saímos da letargia!!!
    Paulo Roberto Rocha

    ResponderExcluir

leia também