Paraíba, 15 de maio de 2022

Pauta Cultural (Ep. 41)

Paraíba, 15 de maio de 2022

⧏ Aconteceu
Lu Evans
A escritora paraibana Lu Evans, formada em jornalismo pela UFPB, lançou seu 13º livro no gênero fantástico — "Cotaluna Popstar e outros mistérios lendários” —, com onze contos de fantasia folclórica que se passam no Reino Encantado da Parahyba, onde figuram personagens como Cotaluna, Ipupiara, Lobisomen, Saci, Mãe da Mata, Gorjala, Corpo Seco, Chupacabra, Encourado, Iemanjá, Velho do Saco e até mesmo discos voadores e “múmias sertanejas”.

As histórias foram publicadas em revistas, sites e antologias nacionais e internacionais, a exemplo da “América Fantástica”, que inclui autores brasileiros e de outros países latino-americanos.

Como dramaturga, Lu Evans escreveu 20 peças infantis, é autora da série de fantasia juvenil Zylgor, com quatro volumes, e de contos inseridos em várias antologias traduzidas para inglês e espanhol, publicadas nos Estados Unidos e Inglaterra.

A obra foi revisada pela escritora curitibana Liana Zilber e tem prefácio de Vera Bulla, professora e doutoranda na Universidade da Geórgia, EUA, natural do Piauí. Pode ser encontrada em formato Kindle na Amazon e impresso no site da Uiclap.
⧎ Acontece
Hortência Melo
A advogada natalense Hortência Melo não imaginaria que o desejo de divulgar textos que escreveu durante a pandemia pudesse ter tamanha repercussão.

A partir de uma conta criada no Instagram - @palavraeafeto, a autora começou a compartilhar seus escritos com amigos e seguidores em julho de 2020, “decidida a romper barreiras dos próprios medos”. Em apenas 4 dias seu perfil de 2 mil seguidores alcançou 10 mil, o que já se considerava um fenômeno, em se tratando de textos. Foi então que decidiu publicar o seu primeiro livro, já lançado pela editora Madrepérola, no gênero poesia e prosa poética. Hoje, cerca de 700 mil leitores acompanham suas publicações.

Hortência Melo é mestre em Direito, compositora, e, entusiasmada com o sucesso, já está preparando o seu segundo livro, apesar de confessar que nunca se enxergou como escritora ou poetisa e que sempre se viu como advogada. Procurada por um agente literário, aceitou a ideia de lançar “Palavra e Afeto”, que, para ela, “traz lições de autoconhecimento, amor, resiliência, força de vontade, perda e superação.

O livro está disponível no site da editora Madrepérola e também nas principais plataformas digitais do país.
Gordon McCulloch
Graças a um tuíte da neta, o escritor Gordon McCulloch, de 96 anos, vendeu, em poucos, dias milhares de exemplares de seu livro “101 Poemas”. Mais de 1.000 internautas já lhe deram 5 estrelas na Amazon, o que representa um número expressivo no site de vendas eletrônicas. O título já é considerado um bestseller no Reino Unido, figurando em primeiro lugar nas paradas literárias.

Havia três semanas que McCulloch publicara o livro, no qual reuniu poemas escritos durante toda sua vida. Para ajudá-lo a divulgar, sua neta, Jessica, convidou seus amigos a comprar e deixar um comentário. Foi o bastante para que se comprovasse o poder de um tuíte e da tecnologia digital.

Em entrevista ao jornal The Guardian, Jessica confessou: “Sou grata por ter conseguido colocar um sorriso no rosto dele, porque era tudo o que eu queria. Espero que o amor disso dê conforto às pessoas e espero que coisas inacreditáveis aconteçam, pois nenhum sonho é grande demais ou tarde demais”. Na mesma matéria, William, filho de McCulloch, disse: “Ele escreve poesias há anos e enviava para diferentes lugares, mas sempre era rejeitado”.

As resenhas dos leitores elogiam o talento, a sabedoria e a positividade que Gordon McCulloch demonstra em seu livro.
⧐ Acontecerá
Milton Marques Júnior
O professor e doutor em Letras Clássicas, Milton Marques Júnior fará palestra no Zarinha Centro de Cultura, na capital paraibana, no próximo dia 28 de maio, sob o título: “Uma leitura da poesia de Augusto dos Anjos, a partir de “Monólogo de uma Sombra”.

Em suas permanentes análises sobre o poeta paraibano, Milton Marques reforça que “Augusto dos Anjos precisa ser lido a partir de novos instrumentos de análise, que nos permitam ir além do lugar-comum do 'poeta da morte', de 'característica cientificista'". O professor acrescenta que "está mais do que na hora de compreendermos que a criação poética [de Augusto dos Anjos] não se limita à degradação da matéria, expandindo-se para a possibilidade da renovação espiritual”, tese que há muito defende em suas aulas, textos e conferências.

A palestra terá início às 9h e os ingressos estão disponíveis por meio do WhatsApp 83 9 9104 1669, com preços promocionais para o primeiro lote e opção de assistir virtualmente. Mais informações podem ser obtidas no Instagram do Zarinha Centro de Cultura.
Sandrinho Dupan
O músico e escritor Sandrinho Dupan lançará o livro discobiográfico “Jackson do Pandeiro de A a Z”, com patrocínio da Secretaria de Cultura da Paraíba e Lei Aldir Blanc. A obra discorre sobre todas as canções gravadas e compostas por Jackson, com curiosidades, imagens raras e canções inéditas.

O premiado diretor, músico e produtor cultural José Milton considera:

"Jackson do Pandeiro de A a Z é um dos melhores trabalhos de pesquisa de toda a música brasileira. Sandrinho fez, durante anos, o garimpo de todo o repertório gravado e até de músicas inéditas. Perfeito. Imperdível.”

O lançamento acontece no próximo dia 23 de maio, no “Museu dos Três Pandeiros” em Campina Grande-PB, às 19h. O livro está disponível no site da editora Meroveu.

Arte da capaCurumim.Art
▪ Mais informações pelo telefone: 83 9 8796 6060 ▪
Sob a regência do maestro Leandro Oliveira, a Orquestra Sinfônica de Luís Gomes (OSLG), cidade serrana localizada na região do Alto Oeste Potiguar, a 442 km da capital do Rio Grande do Norte, apresentará, em Cajazeiras-PB, o concerto "Canta Nordeste na Voz e Sanfona de Luiz Gonzaga". O evento ocorrerá no dia 4 de junho, às 19h30, no Teatro Iracles Pires, com a participação dos artistas Fábio Carvalho (voz), Alessandra Gomes (voz), Gracinalda Cavalcante (voz) e Oseas Luan (sanfona), arranjos musicais de Ewerton Luiz e apoio da Editora Arribaçã, da Secretaria de Cultura de Luís Gomes e da Prefeitura de Cajazeiras.

Orquestra Sinfônica de Luís Gomes (OSLG)

▪ Mais informações sobre a apresentação e aquisição de ingressos antecipados por meio do telefone: 83 9 9396 7982 ▪
⧉ Imperdível
Várias formas de arte protagonizaram a "desesperança da aventura humana sobre a terra, a perda da fé nas expectativas futuras de um mundo sob o comando das grandes corporações, nas perdas em crenças nos grandes mitos nos campos político, artístico e místico". O Rock, emblematizado por grupos como Beatles, Rolling Stones, Bod Dylan - cuja poesia até hoje, segundo o cronista paraibano Saulo Londres descreve no texto “O rock e a desesperança da aventura humana”, é incomparável na música pop mundial.
Cada vez mais, o pedestre perde espaço urbano, sufocado pelo trânsito e pela prioridade que as gestões públicas conferem aos veículos motores. O que deveria ser exatamente o contrário. E é! Em algumas cidades modernas de países mais civilizados, não há estímulo ao carro particular, objeto cada vez menos útil diante da qualidade dos transportes públicos. Infelizmente, na maioria das cidades brasileiras, praças e espaços de pedestres, além de estragados, vão sendo engolidos pelo asfalto. Como bem aborda o cronista Petrônio Souto no texto “A cidade e os carros”.
No texto “Espantando fantasmas”, em vez de falar mais da merecida homenagem que recebeu há poucos dias da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), o cronista Gonzaga Rodrigues, sob sua simplicidade e discrição, preferiu se ater à história do Pavilhão do Chá, para ele, “o coroamento de uma nova arquitetura da cidade”, lá pelos idos de 1920, que agora foi palco onde recebeu as devidas honrarias.
Caix@ Postal
"O Ambiente de Leitura Carlos Romero e sua revista são espaços riquíssimos. Muito me honra poder participar deste projeto maravilhoso. Sinto-me feliz por ter meus poemas comentados nesta conceituada revista."
Marineuma de Oliveira ▪ 09.05.2022
Comentário sobre a Revista ALCR nº 40.


"No que possa lembrar Nunes e D. José Maria, nas virtudes desses Santos, levanto-me em contestações severas, como pecador e 'advogado do diabo'".
Sebastião Ayres de Queiroz ▪ 13.05.2022,
citado no texto “De uma pureza surpreendente”, de WJ Solha.


"Muito bom!! Parabéns Flávio pelo artigo e pelo livro a ser lançado no próximo sábado, 21/05. Mais um, trazendo à tona importantes momentos históricos da nossa Paraíba."
Luiz Penha ▪ 15.05.2022
Comentário sobre o texto “A paixão que venceu a política”, de Flávio Ramalho de Brito.


DEIXE O SEU COMENTÁRIO
  1. Obrigada por apresentar o meu livro nesse espaço maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos nós que agradecemos e parabenizamos pelo trabalho na literatura e na dramaturgia. Sucesso sempre, Lu Evans!

      Excluir
  2. Olha ai !! gente boa!! ...Germano Romero publica mais uma Pauta Cultural (Ep.41).
    Valorosas informações !!
    Paulo Roberto Rocha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo incentivo, pela divulgação e pelo carinho de sempre, Paulo!!!

      Excluir

leia também