Quando Val Kilmer diz que tem de escolher entre respirar ou falar é quase impossível não sentirmos um aperto gigante no coração. A fala...

''O que fazemos aqui?''

Quando Val Kilmer diz que tem de escolher entre respirar ou falar é quase impossível não sentirmos um aperto gigante no coração. A fala do ator está no documentário "Val", exibido pelo streaming Amazon.

Depois de ter passado por um intenso tratamento para curar o câncer na garganta, que lhe roubou definitivamente a voz, o astro americano vive hoje de participações em feiras comics e de pequenas apresentações para um público aficionado pelos
seus filmes de sucesso, como The Doors, Top Gun, O Santo, Tombstone e Batman, eternamente.

Kilmer fez sucesso no teatro antes de estrear nas telas. Teve uma carreira meteórica no cinema, com papéis marcantes, aclamados pela crítica e pelos fãs. A sua infância foi marcada com a perda precoce do irmão e pelos negócios mirabolantes do pai.

Sua recente participação em Top Gun, Maverick o lançou novamente aos holofotes, mas não há nada que me tire essa melancolia de assistir um documentário em que vimos Val Kilmer se definhar lentamente, embora seja possível enxergar beleza no que ele faz ao lado dos filhos e de uma infinidade de coisas que ele acumula sabe-se lá pra quê.

É como se fosse um tipo de monólogo, ou uma pergunta sem resposta, algo dito pelo personagem de Mark Twain, que ele interpretou para o teatro: "o que fazemos aqui?".

Enfim, assista a esse documentário e aprenda uma grande lição.


DEIXE O SEU COMENTÁRIO
  1. Val Kilmer sempre se destacou como um bom ator, para os papéis que desempenhou. É lamentável, triste mesmo, vê-lo nessa situação.
    Parece que Bruce Willis tambem perdeu a voz

    ResponderExcluir

leia também